série conta histórias de fé dos sobreviventes da tragédia

Os sobreviventes de uma tragédia e suas famílias estão falando sobre o triste episódio 20 anos depois que dois estudantes entraram na Columbine High School em Littleton, Colorado (EUA), e cometeram atos trágicos de violência, matando 12 estudantes, um professor e inevitavelmente cometendo suicídio em seguida.

O tiroteio em Columbine chocou a nação em seu âmago. Dois dos sobreviventes, Craig Scott e Evan Todd – ex-alunos que estavam na biblioteca da escola naquele dia fatídico – aparecem ao lado de outros sobreviventes da série documental After Columbine, produzida pela empresa PureFlix.com, que se dedica a conteúdos cristãos.

Na série, Scott e Todd compartilham que viram e viveram durante os anos que se seguiram ao evento traumático. “Eu fui à biblioteca para estudar para uma prova durante o meu período de almoço e eu estava lá com dois amigos”, disse Scott sobre a manhã de 20 de abril de 1999. “Ouvi barulhos vindo de fora da escola”, relembrou.

No início, Scott e Todd pensaram que os sons eram parte de uma brincadeira dos alunos veteranos da escola de Columbine, mas quando um professor entrou freneticamente na biblioteca e mandou os alunos se esconderem, eles entenderam que algo mais grave estava acontecendo.

Os atiradores logo entraram na biblioteca, onde grande parte da violência ocorreu. Scott lembrou-se de estar aterrorizado no meio do evento inimaginável: “Eu pedi a Deus para tirar o meu medo, porque eu literalmente senti que meu coração ia parar de bater, e naquele momento, senti alívio do meu medo”, disse ele, observando que ele experimentou algo profundo naquele momento.

“Cerca de um minuto depois, ouvi uma voz falar comigo e disse: ‘Saia daí’”, acrescentou Scott, que levantou e viu que os atiradores saíram, e então gritou para todos saírem da biblioteca. Os alunos fugiram da sala – e na hora certa – já que os atiradores terminaram entrando de novo. “Se eu não ouvisse essa voz, acho que mais pessoas teriam morrido”, disse Scott.

Todd, que também estava na biblioteca naquela manhã, lembrou-se de orar durante o ataque, pedindo a Deus para ajudá-lo a sobreviver à provação: “Eu estava orando a Deus para me deixar viver, para acabar […] o que estivesse acontecendo”, disse ele, observando que os atiradores o viram e ameaçaram matá-lo.

“Um deles se ajoelha e coloca uma arma na minha cabeça e pergunta: ‘Por que não deveríamos matá-lo?’”, contou Todd, que respondeu que sempre foi bom para as pessoas na escola. Por alguma razão, os atiradores pouparam sua vida e saíram da biblioteca. Pelo que se sabe até hoje, ele foi a última pessoa a falar com eles.

“Algo aconteceu naquele momento em que eu, até hoje, ainda acredito que não foram minhas palavras. Foi algo maior, mais poderoso”, definiu.

“After Columbine transcende questões – e manchetes – para explorar como os sobreviventes do massacre de Columbine e suas famílias lidaram com a tragédia”, resumiu o PureFlix Insider.



Fonte: Gospel Mais