Socialistas querem abolir toda menção ao cristianismo na Constituição Grega

Socialistas querem abolir toda menção ao cristianismo na Constituição Grega

Alexis Tsipras, partidário do agrupamento político autodenominado socialista e premiê de Grécia, junto a uma equipe planeja separar a constituição de dito país da igreja cristã, com o motivo de defender uma “neutralidade religiosa” longe do cristianismo.

Socialistas querem abolir toda menção ao cristianismo na Constituição Grega.

De acordo à constituição de Grécia, especificamente no articulo 3, está estabelecido que a principal religião do país está fundamentada na crença de Jesus Cristo como principal autoridade. No entanto, Tsipras, quem tem sido abertamente declarado ateu, está na contramão de dito artigo; tanto de modo que ao momento de ser juramentado negou-se rotundamente fazê-lo ante Deus.

Segundo as crenças de Tsipras, ele manifesta ser um fiel seguidor do Che Guevara. A um de seus filhos lhe pôs “Ernesto” no segundo nome para lhe render honra ao guerrilheiro argentino e em seu país compara-lhe com tal personagem de ideologia de esquerda. Portanto, seu caráter firme em seus princípios levou-lhe a liderar o partido de Syriza.

O premiê tenta convencer ao país que seus princípios neutros são “o futuro de Grécia”, trazendo uma variedade de propostas na que propõe que a igreja seja totalmente flexível em aceitar seus acordos.

Tsipras, sem importar o que outros façam referência para ele ou seus princípios estabelecidos, se catalogou assim mesmo como “suficientemente maduro” para abordar todo o referente a este tema.



Fonte: Bibliatodo