Qual é o tamanho da sua disposição para anunciar o Evangelho de Jesus Cristo ao mundo? Para alguns cristãos essa resposta está na sua própria trajetória, porque ela fala por si mesma. Este é o caso do pastor americano Andrew Brunson, que ficou mais de dois anos preso na Turquia sob condição de humilhação, tortura e falsas acusações.

“Eles me acusavam de terrorismo, mas a verdade é que só estávamos pregado a Jesus Cristo. Durante anos que fizemos isso abertamente nunca tivemos problemas”, disse Brunson em um sua primeira entrevista à rede de TV FOX News, após ser libertado no último dia 12.

Brunson se tornou o centro de uma disputa diplomática entre os Estados Unidos e Turquia, mas que felizmente acabou de forma favorável ao pastor, graças a Deus e aos esforços do presidente Donald Trump. O Governo americano agiu determinando uma série de sanções econômicas ao Governo de Erdogan, forçando a sua libertação.

Na entrevista, Andrew Brunson explicou que o motivo de ter ido para a Turquia, 20 anos atrás, foi devido ao pouco número de cristãos no país. “Queríamos contar às pessoas sobre Jesus Cristo. Nossa vida tem sido só para isso”, disse ele.

O pastor revelou que, quanto estava na prisão, se questionou algumas vezes sobre sua fé em Cristo, mas que isso não foi suficiente para lhe fazer apostatar. Pelo contrário, ele compôs músicas de louvor a Deus como forma de se fortalecer ainda mais.

“Uma delas linhas dizia: ‘Jesus, o fiel que me ama, sempre é bom e verdadeiro’. No meu interior, eu até duvidei disso, mas declarava todos os dias que Deus me ama, que Ele é fiel e não me abandonou”, conta o pastor.

Outro ponto crucial na resistência do pastor Brunson foram suas orações constantes e também a certeza de que os cristãos em várias partes do mundo estavam orando por ele.

“Eu só sobrevivi porque passei horas em oração, apenas para manter minha sanidade”, disse ele na terça-feira (16) ao advogado Jay Sekulow, conselheiro do Centro Americano para Lei & Justiça, segundo o Christian Post.

“Por enquanto não vemos a imagem completa, mas Deus estava fazendo mais do que usar as orações para me libertar da prisão”, ressalta o pastor.

Questionado se valeu a pena todo o sofrimento pelo qual passou, o pastor foi contundente em sua resposta. “Valeu a pena todo o sofrimento que passamos”, disse ele. “Vou continuar pregando a Jesus até o fim de minha vida”. Assista a entrevista abaixo:



Fonte: Gospel Mais

Radios Online de todo Brasil totalmente grátis!

Musicas, Pregações 24 horas, Mensagens, Prêmios e Muito mais…
Rádios separadas por estado, idiomas e você ainda pode selecionar as suas favoritas.

Instale agora

QUE TAL APRENDER SE DIVERTINDO GRÁTIS ???

Copyright 2019 © Gospel Planet