Cantor Wellington Camargo foi preso por falta de pagamento de pensão

O cantor gospel Wellington Camargo foi preso em Goiânia na última terça-feira, 29 de janeiro, por não pagar uma pensão alimentícia. Dois dias depois, com a quitação da dívida com a ex-mulher, ele conseguiu a liberação.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que Wellington Camargo foi levado à Central de Flagrantes e depois encaminhado à Unidade Prisional de Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Aos 47 anos, o cantor (irmão dos cantores Zezé di Camargo e Luciano) é ex-deputado estadual por Goiás.

A Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que ele dividia uma cela com outros detentos, e que só poderia receber visitas de parentes após 30 dias, como previsto no protocolo de segurança da cadeia de Senador Canedo.

Segundo informações do portal G1, a defesa da ex-mulher do cantor – com quem ele tem um filho – afirmou que foi feito um acordo e que parte da dívida relativa à pensão foi paga no ato da assinatura e outra parte foi parcelada.

Cadeirante, Wellington Camargo ocupou as manchetes do país há 20 anos, quando foi sequestrado. O caso mobilizou todo o país, e durante os 94 dias de cativeiro, ele teve metade da orelha esquerda cortada pelos sequestradores. Numa entrevista de 2012, o cantor afirmou que os dias de cativeiro não saíam de sua memória. “Até hoje, tenho pesadelo com isso. Por incrível que pareça, ainda sonho que estou sendo sequestrado”, lembrou.

Em 2002 ele foi eleito deputado estadual e permaneceu no mandato até o fim da legislatura, em 2006.



Fonte: Gospel Mais