De avião, “Asia Bibi deixou a prisão e foi transferida para um lugar seguro”, diz Parlamento

A saga da cristã Asia Bibi e sua família, no Paquistão, ganhou um novo capítulo esta semana, após a divulgação pública de que ela e os parentes pegaram um avião em direção a um destino seguro e, portanto, já em liberdade da prisão que lhe manteve cativa por nove anos.

Asia Bibi foi inocentada pelo Supremo Tribunal do Paquistão contra a acusação de “blasfêmia” contra Maomé, mas inúmeras manifestações pelo país de grupos islâmicos extremistas estavam colocando a vida dela e dos seus parentes em risco.

O advogado da cristã, no entanto, Saif-ul-Mulook, afirmou que finalmente ela já saiu da prisão e em direção a um endereço seguro. “Asia já não está mais na prisão. Ela está em um avião, mas ninguém sabe onde vai aterrissar”, disse ele, segundo informações da agência francesa EFE, citada pela Exame.

Ao que tudo indica, Bibi e sua família está a caminho da Holanda, onde deverá receber asilo. O pedido foi solicitado nesta quinta-feira pelo seu advogado, que também se encontra no país.

O Ministro das Relações Exteriores da Holanda, Stef Blok, já confirmou que o país poderá conceder acolhimento para os cristãos perseguidos, segundo o Terra.

A saída de Bibi da República Islâmica do Paquistão foi comemorada por lideranças políticas e religiosas. Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu, destacou a decisão correta do tribunal paquistanês.

“AsiaBibi deixou a prisão e foi transferido para um lugar seguro! Agradeço às autoridades paquistanesas. Estou ansioso por conhecê-la e à sua família, no Parlamento Europeu, o mais rapidamente possível. Asia Bibi livre, a verdade sempre vence no final!”, escreveu ele em sua conta oficial no Twitter.

O ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, um conservador de direita no país, também publicou uma mensagem no Twitter assegurando os esforços da Itália para preservar a vida da cristã. “Farei tudo o que for humanamente possível para garantir o futuro dessa jovem”, escreveu ele.

Já para o partido político paquistanês Tehreek-e-Labaik Pakistan (TLP), principal articulador das manifestações que pediram a morte por enforcamento de Asia Bibi, a decisão do tribunal em libertar a cristã foi uma violação de acordo com os radicais islâmicos no Governo.



Fonte: Gospel Mais