Pastores da Igreja Quadrangular de Sergipe são acusados de assédio sexual

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Denúncia contra pastores (Imagem da internet)

O Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Polícia Civil de Sergipe informou que recebeu uma denúncia de assédio sexual contra mulheres.

A denúncia ocorreu na manhã da última sexta-feira (19/03), e os acusados são os pastores da Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe.

Uma das vítimas contou que, desde 2016, ela e toda a sua família decidiram congregar na Igreja regida por um pastor em questão, após terem sido muito bem acolhidos e se acercarem da liderança da instituição.

“O pastor pediu que eu fosse ao escritório dele, e quando eu cheguei lá, ele tirou a calça, mostrou a parte íntima dele e veio em minha direção, eu abri a porta e fui embora, fiquei sem ação”, disse a vítima, ressaltando que o pastor dizia que a família era perfeita.

O pastor Maurício Romero criou um Instagram denominado “Movimento Púlpito Reformado”, um perfil que incentivava o envio de queixas e depoimentos de mulheres que já foram assediadas no ambiente evangélico.

Em uma entrevista concedida a uma rádio local, Maurício Romero revelou, sem citar nomes, que entre os acusados, estão dois pastores, pai e filho, e ambos fazem parte da liderança da denominação. Além deles, outros líderes religiosos de outras igrejas estão sendo denunciados por mulheres através do Instagram “Movimento Púlpito Reformado”.

Em uma semana, várias mulheres se encorajaram e passaram a interagir com Maurício, enviando depoimentos contra líderes religiosos das mais diversas igrejas espalhadas pelo Estado. Trata-se de relatos surpreendentes, alguns com “prints” de mensagens trocadas e até envio de vídeos de conteúdo pornográfico.

“Surgiu de uma certa inquietação que já vinha se estendendo por alguns anos, mas sempre que eu conversava com alguém, principalmente pessoas de liderança, a palavra que vinha era ‘não passam de boatos, não passam de mulheres que de alguma maneira estão insatisfeitas, deram em cima de mim’, dizia um. O outro falava ‘insatisfeitas então, elas estão tentando retalhar, me atacar por causa disso’. Eram denúncias que não eram oficiais, aconteciam nos bastidores, nos corredores, mas que nunca foram comprovadas. Eu costumo orar, falar com Deus de madrugada, e em uma madrugada, há uns 10 dias, Deus falou muito claramente comigo para simplesmente abrir o espaço, que eu não precisaria fazer nada, era só para abrir o espaço que o resto Ele faria no coração dessas mulheres e daí eu abri o espaço no meu instagram, meu instagram particular”, explica o pastor.

B.O contra pastores (Reprodução-AloNews)

O caso vem está sendo muito comentado na imprensa do estado e cada vez mais ganhando repercussão nacional.



Fonte: Fuxico Gospel

Administrador

Administrador

Deixe sua mensagem

CENTENAS DE RÁDIOS DE TODO BRASIL NO SEU CELULAR

Portal de comunicação com foco na informação e divulgação de costumes cristãos

Copyright 2021 © Gospel Planet