Todo Joelho se Dobrará e Toda Língua Confessará

Todo Joelho se Dobrará e Toda Língua Confessará

Em Felipenses encontramos uma declaração contundente do Apóstolo Paulo, que diz em resumo, “todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor”.

Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,

E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.
Filipenses 2:10,11

Fazendo uma leitura rápida e um tanto superficial deste texto, talvez não seja possível captar a profundidade do mistério de que Paulo quis revelar.

Afinal, há tantos outros homens que foram chamados de “Senhores”, na Bíblia. Aliás, seria perfeitamente normal que o Messias fosse chamado de Senhor, pois é um título de autoridade. Os reis de Israel também eram chamados de Senhores.

Os Juízes, os Rabinos, os Doutores da Lei, e as autoridades em geral, eram chamados todos de “Senhores“. E não era incomum que os Hebreus/Judeus se dobrassem diante dos Reis, demonstrando respeito.

Portanto, não vejo maiores implicações nessa declaração do Apóstolo dos gentios, a não ser que haja um significado maior, nas palavras “todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor”.

E lendo a carta do mesmo Paulo, aos Romanos, encontramos um trecho que transmite basicamente a mesma ideia dos versos de Filipenses 2:10-11. Esse era um tema que permeava constantemente os escritos do Apóstolo.

Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus.
Romanos 14:11

Daí, como vimos, o que será que Paulo quer nos dizer, quando diz que “toda língua confessará que Jesus é o Senhor”? O que significa ser chamado de “Senhor”, nesse verso?

Para que possamos chegar à resposta dessas perguntas, teremos que consultar os versos citados nos idiomas semíticos da Bíblia, o Hebraico e o Aramaico, que passo a reproduzir logo abaixo, devidamente acompanhados da tradução.

Toda língua confessará a Deus

Tanto os versos de Filipenses 2:10-11, quanto Romanos 14:11, são similares ao texto do Profeta Isaías, no capítulo 45:23:

Por mim mesmo tenho jurado, já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás; que diante de mim se dobrará todo o joelho, e por mim jurará toda a língua.
Isaías 45:23

A profecia de Isaías 45:23, é uma promessa do Eterno, o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, de que todos um dia irão se ajoelhar diante Dele e reconhecerão a importância do Seu nome, pois o termo usado, em Hebraico, para a palavra “jurará [toda a língua]”, é o verbo לִשְׂבּוֹעַ “lisboa”, que significa “estar satisfeito/ter abundância/estar cheio/“.

Com certeza podemos afirmar que Paulo está citando o livro do Profeta Isaías, nas suas cartas aos Filipenses e aos Romanos. Mas qual seria a mensagem de Paulo nesses versos?

Toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor

Conforme vimos, o Apóstolo dos gentios está ensinado a Igreja, com palavras que se referem ao Eterno. Ele usa de um texto em que o Eterno promete que todo o joelho se dobrará diante Dele, e que toda língua reconhecerá/confessará a Sua importância como o único Deus.

E em relação a Jesus?

…E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.
Filipenses 2:10,11

A importância desse verso é que em Hebraico, a palavra “confesse [que Jesus]”, é o verbo לְהוֹדוֹת “lehodot”, que significa “reconhecer“. Logo em seguida, vem os termos “que Jesus Cristo é o Senhor“.

Ocorre que a palavra “Senhor”, nesse verso, é o nome do Eterno em Hebraico, o nome יְהוָֹה YEHOVÁ, geralmente traduzido como Jeová. Em Aramaico, a Peshitta usa o nome מָריָא MARYÁ, que é também o nome pessoal do Eterno na língua Aramaica.

Em Hebraico, o Filipenses 2:11 diz:

כְּדֵי שֶׁבְּשֵׁם יֵשׁוּעַ תִּכְרַע כָּל בֶּרֶךְ אֲשֶׁר בַּשָּׁמַיִם וּבָאָרֶץ וַאֲשֶׁר מִתַּחַת לָאָרֶץ וְכָל לָשׁוֹן תּוֹדֶה כִּי יְהוָֹה הוּא יֵשׁוּעַ הַמָּשִׁיחַ לִכְבוֹד הָאֱלֹהִים אָבִיו

Kedei shebeshem YESHUA tichrah kol berech asher bashamayim uvaretz vasher mitachat laaretz vechol lashon todeh ki YEHOVÁ hu YESHUA hamashiach lichvod haelohim aviv.

Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,

E toda a língua confesse/reconheça que Jesus Cristo é YEHOVÁ/Jeová [o Eterno], para glória de Deus Seu pai.
Filipenses 2:10,11 – texto da Peshitta em Hebraico.

todo joelho se dobrará e toda língua confessará que jesus cristo é o senhor

Todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o SENHOR (YEHOVÁ).

A grande revelação, que a tradução para o Português não mostra, é que Paulo está citando um texto de Isaías, onde o próprio Eterno fala de si mesmo, e que o Apóstolo aplica para Jesus, afirmando que toda a língua confessará que Jesus é o Eterno.

Um dia, todos se dobrarão diante de Jesus, e reconhecerão que Jesus é o Eterno. Jesus se declarou o Eterno por diversas vezes, como temos mostrado nos nossos estudos. Os doentes e aflitos reconheciam que Ele era o Eterno, quando o chamavam de “filho de Davi“.

Muitos o adoraram, inclusive os Apóstolos. Agora temos Paulo que é o maior responsável pela divulgação do Evangelho entre os gentios, afirmando que Jesus é o Eterno. Não deveríamos acreditar nas palavras dele?

Afinal um dia todos terão que reconhecer. Agora, não podemos esquecer nesses versos, a parte que diz, “para a glória do Seu pai”. Porque se Jesus é o Eterno, quem seria o Pai?

Esse tema nós já tratamos no estudo “Eu sou o caminho a verdade e a vida“. Não é difícil saber, pois nós já conhecemos o Pai, e sabemos bem quem Ele é:

Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.

Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
João 14:8,9

Fonte: Brasil Gospel Club