Conecte-se

Ator cristão foi demitido e perdeu 1 milhão por recusar fazer cena de sexo

Uma decisão baseada em sua fé levou o ator Neal McDonough a ser demitido de uma série de televisão por se recusar a beijar e gravar uma cena de sexo. A postura o levou a perder US$ 1 milhão e o fez ser boicotado pela indústria do cinema.

Neal McDonough revelou que saiu do elenco da série Scoundrels, uma comédia produzida pelo canal ABC em 2010, após comunicar os responsáveis que não gravaria cenas de beijo e sexo com a atriz Virginia Madsen.

O ator é casado há 15 anos com a ex-modelo Ruvé Robertson, com quem tem 5 filhos. Em sua carreira, atuou em filmes como Minority Report e Capitão América, além de séries como Band of Brothers, Desperate Housewives e Arrow.

A revelação sobre sua demissão foi feita ao portal Closer Weekly: “Não vou beijar outra mulher, porque esses lábios já são comprometidos”, disse McDonough aos chefes na ocasião. Somente agora a decisão dos produtores de substituí-lo três dias após o início das filmagens veio a público, com a emissora Fox News repercutindo o assunto.

“Eu não conseguia mais emprego porque todo o mundo achava que eu era um fanático religioso”, disse o ator. Segundo o portal Deadline, o valor perdido por McDounough na demissão ficou na casa de US$ 1 milhão.

“Eu coloquei Deus e a família em primeiro lugar e a mim mesmo em segundo. É assim que eu vivo. É por isso que vou à igreja todos os dias e agradeço a Deus por tudo o que Ele me deu. E agradeço principalmente por ter me dado a Ruvé, porque, sem ela, com certeza eu não estaria contando essa história. Depois de quase 20 anos, 5 filhos e uma vida maravilhosa, nós somos parceiros para tudo e eu sou o cara mais abençoado do mundo”, declarou Neal McDonough.



Fonte: Gospel Mais

Deixe sua mensagem